sexta-feira, 8 de julho de 2011

Lavagem cerebral (Gabriel o Pensador)

Em nossa primeira postagem não poderíamos deixar de propor uma reflexão, que segue com uma boa dose de sacarmos (características que adotaremos, como uma forma de "provocação" à reflexão), mas com muito respeito aos direitos e à dignidade da pessoa humana!
Nesse aspecto, lançamos mão dessa música "Lavagem cerebral", de Gabriel, O Pensador (muito bem acompanhada de um pequeno vídeo, que vale conferir), fazendo um alerta a todos nós brasileiros e brasileiras que fechamos os olhos a toda sorte de preconceitos que existem em nossa sociedade, mas que insiste em reclamar para si o título de país "sem preconceito". É pois, a partir desse ponto de vista de uma crítica reflexiva que buscamos analisar as origens de nossas condutas autoritárias e hierarquizantes (como diria Roberto da Matta) que renova em cada gesto, desdém ou brincadeira de mau gosto, tudo que produzíamos desde a nossa colonização. Portanto, pense nisso! Antes de contar aquela piada que denigre a negro, o português, o homoafetivo, dentre outros, lembre-se que temos uma parcela de contribuição na construção e na manutenção dessa realidade (Marilena Chauí, já falava), que se apresenta para nós como imutável, mas que somos nós que (in)conscientemente a construímos, ou somos compelidos a fazer!!!

A educação é a única "força" capaz de controlar a violência e a criminalidade...
Je vous embrasse!!!

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Meu nobre Capitão o blog tá muito interessante, com notícias locais e nacionais nas áreas da educação e policial, vista de uma ótica inteligente...Parabéns

    ResponderExcluir
  3. O que significa esse título?

    ResponderExcluir
  4. Saudações!!!

    Usei essa metáfora para enfatizar que no Brasil, apesar de todo preconceito que existe, insiste em negar e afirmar que somos o país da democracia racial.

    Forte abraço!!!

    ResponderExcluir