quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Estamos vivendo um estado de anomia social?


Após o julgamento que absolveu a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), por 265 votos favoráveis contra 166, a parlamentar compareceu ao Plenário pela primeira vez para falar sobre o caso, mas resolveu atacar a imprensa, informa O Estado de S.Paulo.

"Lamentavelmente, vivemos um período em que parcela da mídia devora a honra de qualquer pessoa que se ponha diante dela, qualquer que seja a razão. Nada que se alegue em defesa da vítima é seriamente considerado, porque o que é relevante é a execração pública e não o julgamento justo e imparcial", afirmou a deputada aos parlamentares. A fala de Jaqueline ecoa a de outros políticos que acusam a imprensa de "denuncismo" exagerado sobre os casos de corrupção nos ministérios do Planalto.
Em março, um vídeo revelado na mídia nacional (vídeo abaixo) flagrou Jaqueline recebendo dinheiro de Durval Barbosa, o delator do esquema de corrupção do Mensalão do DEM, em 2009. Ela foi absolvida, na última terça-feira (30), sob alegações de que ela teria cometido o crime antes de ser eleita para o cargo público.

Após o exposto acima, fazemos o questionamento título da postagem. Necessitamos realmente fazer uma reflexão acerca dos nossos valores, visto que estes perpassam todas as instituições sociais, refletindo, necessariamente nas gerações futuras. Se não temos valores a seres seguidos, estaremeos fadados a sucumbir.

Brasil mostra a tua Cara!!! 

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Aposentadoria "especial para PMs e PCs, no Estado de São Paulo



Veja a matéria a seguir e tire suas próprias conclusões se esses trabalhadores merecem ou não aposentadoria "especial".


O servidor estadual militar Cap PMMARCOS EDAES NOBREGAvai passar para a inatividade, com vencimentos integrais, cumprido o lapso temporal para a“aposentadoria especial”, pois é o que ficou definido em sentença prolatada nessa 3ª feirap.p. pela MM Juíza de Direito – Drª. Celina Kiyomi Toyoshima.

A conquista foi obtida na 4ª Vara de Fazenda Pública do Foro Central da Capital Paulista, onde a magistrada – Drª.Celina Kiyomi Toyoshima, Juíza de Direito, reconheceu como legítimo a reivindicação do oficial PM Marcos Edaes Nobrega.
O Eg. Tribunal de Justiça já reconheceu que o Policial Militar é, para todos os efeitos, servidor público estadual [cf. Art. 42, CF] e ainda que seu Regime Estatutário seja diferenciado em relação aos Servidores Civis, submete-se, à míngua de regramento específico, aos mesmos critérios para“aposentadoria especial” estabelecidos ao Servidor Civil, como se infere do Art. 138, §2° c/c Art. 126, §4°, ambos da Constituição Bandeirante, conforme Mandado de Injunção n° 168.151.0/5-00. E é o que basta para reconhecer a plausibilidade do direito.
O perigo da demora decorre do fato de oPolicial Militarestar a ]desempenhar atividade insalubre, correndo risco desnecessário na medida em que já teria alcançado o direito à aposentadoria.


Para ver a matéria completa com vídeos acesse:


See you soon!!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Como ser um especialista em segurança!!!!

Recebido by e-mail, from my friend Cap Norte Filho PMAM


Quem são os Especialistas em Segurança, por Décio Leão
O aumento constante da violência e da criminalidade provoca um clima de insegurança na população, o que propicia um ambiente profícuo para se achar que há uma crise na segurança pública. Ocorrências graves como tomada de reféns, tiroteios, rebeliões, homicídios grotescos e outros casos do dia-a-dia policial são aproveitados para preencher as lacunas dos telejornais. Essas lacunas normalmente são oriundas da falta de correspondentes, de atrasos nas edições das reportagens ou simplesmente por não haver assuntos importantes naquele dia. Mas essa situação exige comentários e análises da imprensa, o que tem gerado espaço para um tipo de profissional muito peculiar, o “especialista em segurança”.
Podemos afirmar que o especialista em segurança é uma atividade que goza de grande respeito, pois aparece na mídia, faz assessoria dos nossos governantes e até interfere no trabalho da polícia. Algumas vezes eles conseguem até elevados cargos públicos.
O especialista em segurança é tão importante como outros dois colegas de profissão, o “especialista em futebol”, aquele técnico não contratado que tem todas as fórmulas mágicas para ganhar o campeonato e apontar os infinitos erros do técnico titular; e o “especialista em churrasco”, que mesmo sem saber diferenciar picanha de patinho dá uma aula de como preparar um legítimo churrasco gaúcho.
A EPC International (Embusteration Picaretation Corporation), sempre preocupada com o aperfeiçoamento e desenvolvimento dos embusteiros e picaretas, oferece aqui os fundamentos necessários para a atuação desses consultores de ocasião. Quem quiser ser um especialista em segurança deve seguir algumas regras comuns à essa profissão:
1) NUNCA TER SIDO POLICIAL: o especialista em segurança pode ter qualquer origem. Civil, militar, religiosa, não importa. Mas é fundamental que ele nunca tenha sido policial, nunca tenha visto um criminoso de perto, nunca tenha colocado sua vida em risco na defesa da sociedade. Excepcionalmente, pode-se aceitar um policial como especialista em segurança, desde que ele nunca tenha exercido atividade operacional e igualmente, nunca tenha enfrentado bandidos, nunca tenha comandado uma unidade policial cheia de problemas ou uma delegacia de polícia na periferia. Policiais de gabinete, conhecidos pelas alcunhas “gravatinhas”, “maçanetas”, “papagaios-de-pirata” e outros burocratas em geral têm grande potencial para serem especialistas em segurança, pois possuem uma visão mais ampla e colorida sobre o crime.
2) POSSUIR FORMAÇÃO GENÉRICA: o especialista em segurança pode ser formado em qualquer área, menos em uma Academia de Polícia, é claro. Engenheiros, farmacêuticos, administradores, economistas, sociólogos, psicólogos, podólogos, promotores de justiça, promotores de vendas, enfim, todos podem ser especialistas em segurança, desde que tenham estudado profundamente o assunto no último final de semana ou tenham participado daquele seminário de um dia que ocorreu não sei aonde. Mas se o especialista tiver feito algo mais profundo, como um curso de vigilante em Israel, terá garantida uma entrevista no Fantástico.
3) APARECER NA MÍDIA: o especialista em segurança não pode deixar de aparecer na mídia, quer seja imprensa escrita, falada, televisionada ou internetada. Não se mede a qualidade de um especialista em segurança pela sua experiência profissional ou sua formação específica. É a quantidade de vezes que ele aparecer na imprensa que irá dar a sua qualificação de suposto conhecimento e experiência. Vale tudo nesse assunto: Fantástico e Jornal Nacional tem amplitude, mas geralmente deixam um pequeno tempo de exposição. Programas como Superpop, Boa Noite Brasil, Hebe Camargo, Programa do Clodovil, além daqueles intermináveis programas femininos da manhã e tarde são melhores, pois dão aos especialistas maior tempo e oportunidade para soltarem suas pérolas sobre segurança.
4) FALAR O ÓBVIO: o especialista em segurança deve dar entrevistas ou escrever artigos apresentando soluções mágicas para solucionar o problema da segurança. Por exemplo, o especialista em segurança deve afirmar que as autoridades policiais precisam “intensificar o policiamento preventivo” ou “investir em inteligência policial”. Quanto mais óbvia for a solução mágica, melhor será o efeito “como-ninguém-pensou-nisso-antes”. E obviamente, o especialista não precisa dar detalhes sobre como serão conseguidos os recursos humanos, materiais e financeiros, qual o impacto sobre o orçamento e outros problemas que “são meros detalhes técnicos”.
5) FAZER A POLÍCIA PARECER INCOMPETENTE: o especialista em segurança é especialista porque entende do assunto. Polícia não entende nada de segurança. Ao comentar os problemas de segurança, as crises e os problemas em ocorrências policiais, o especialista em segurança deve mostrar como a polícia errou, o que ela deixou de fazer, o que ela poderia ter feito. Sutilmente, o especialista em segurança deve dar indicações de a polícia não sabe fazer bem o seu serviço. Isso é certo, pois a polícia, tendo que se desdobrar para combater a criminalidade, gerenciar recursos minguados, enfrentar problemas diários, cobranças da comunidade e dos escalões superiores, certamente não tem tempo para ficar fazendo masturbações mentais sobre o deveria fazer ou deixar de fazer. Isso é coisa para os especialistas em segurança.
6) NÃO TER RESPONSABILIDADES: o especialista em segurança não precisa se preocupar com o que fala, pois não tem que tomar decisões, não tem responsabilidades, não é cobrado pelos seus resultados. Quando fizer uma proposta, apresentar uma idéia que irá solucionar os problemas da segurança, o especialista em segurança deve adotar duas alternativas: primeiro, se seu projeto der certo estará comprovada sua genialidade; segundo, se der errado sempre há alguém para culpar, principalmente os Oficiais de Polícia Militar e os Delegados da Polícia Civil, que não se empenharam corretamente em suas obrigações para fazer dar certo o magnânimo projeto do especialista em segurança. Essa é uma das maiores vantagens de ser um especialista em segurança. Por mais absurda que seja sua idéia, você não é responsável pelo “como” ou “quanto $$$” será sua aplicação, muito menos as conseqüências do fracasso.
7) PÉROLAS DOS ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA: a partir dos conceitos apresentados, apresentamos aqui algumas frases que podem ser usadas pelos especialistas em segurança iniciantes. Mesmo já tendo sido usadas anteriormente, essas frases-padrão representam o discurso que se espera de um bom especialista em segurança durante uma entrevista:
- “A conjuntura macroeconômica da globalização desenfreada tem impactado sobre a sociedade marginalizada, forçando uma busca por recursos alternativos nem sempre éticos com a legalidade”.
- “A polícia precisa urgentemente investir em policiamento preventivo e em inteligência policial”.
- “Os capitães comandantes de companhia e os delegados titulares de distritos policiais devem se reunir periodicamente e detectar onde e quando estão ocorrendo os delitos. Com essa informação, o policiamento deve ser direcionado para os locais de maior incidência criminal”.
- “A crise de segurança ocorre porque a polícia não está fazendo o seu papel. Os policiais civis não fazem o preventivo e os policiais civis não investigam.”
- “A ROTA deve ir para as ruas”.
Viu como é fácil ser um especialista em segurança? Não perca essa oportunidade! Seja você também um especialista em segurança e dê palpite em um dos assuntos mais complexos da nossa sociedade atual. Junte-se a essa cambada de picaretas que cada vez mais querem criticar a profissão mais difícil, ingrata, perigosa, porem mais necessária e mais honrada do mundo: POLICIAL.
Sobre o autor 
DÉCIO JOSÉ AGUIAR LEÃO é Capitão da Polícia Militar, com 22 anos de serviço policial. Já trabalhou em diversas unidades operacionais de São Paulo e serviu na Polícia das Nações Unidas no Timor Leste. É graduado na Academia Nacional do FBI em Quântico, Virginia, e pós-graduado em Política e Estratégia pela USP e em Criminologia pela UNIBAN. Obviamente não é um especialista em segurança e obviamente não entende nada sobre o assunto. Contato: decioleao@uol.com.br

Desejo-vos um excelente fim de semana, e curtam o vídeo abaixo, que não trata especificamente de segurança pública, mas de Direitos de Todos Nós Humanos!! U2 (Sunday bloody sunday)

NO words!!! Just congratulations for this Officer!!!


Um forte abraço for both!!!!
No dia 25 de agosto é comemorado, no Brasil, o dia do soldado.  A data foi instituída para homenagear o trabalho dos membros  do Exército Brasileiro, em referência a Luís Alves de Lima e Siva - Duque de Caxias, que nasceu em 25 de agosto de 1803 e, com um pouco mais de 20 anos de idade já era capitão. O militar defendeu o Brasil em confronto interno e externo. (Conforme o link a seguir: http://www.brasilescola.com/datacomemorativas/dia-soldado.htm)
No tocante às Polícias Militares Brasileiras, estas também fazem cerimônias alusivas a esse dia. Na PMRN, foi realizada uma cerimônia, com café da manhã (25), que contou, inclusive com a presença do Secretário de Estrado da Segurança Pública e da Defesa Social e da Governadora do Estado. Evento este no qual todos os membros da PMRN esperavam ouvir da própria Chefe do Executivo uma promessa de equiparação de vencimentos com os operadores de segurança da PCRN, o que não foi efetivado, sendo postergado para o ano seguinte.
Ainda sobre a referida data, deixo para reflexão a dica de artigo de Jacqueline Muniz (A crise de indentidade das polícias brasileiras), no qual a pesquisadora faz uma crítica incisiva acerca da necessidade da característica "militar" para o desempenho das atividade de policiamento ostensivo. Nessa perspectiva, a socióloga afirma que as PMs brasileiras carecem de identidade, visto que, por um lado, veem a caricatura das Forças Armadas, especialmente o Exército, in the other hand, aspiram o status alcançado pelas PC, particularmente, àquele dos delegados, que por seu turno, miram-se nos magistrados...Mas nem tudo está perdido, com a institucionalização da SENASP, esta tem possibilitado à essas Corporações construírem, mesmo que, paulatinamente, a sua identidade de Agência de Segurança Pública Ostensiva, a partir de um currículo próprio, norteado por um instrumento denominado de Matriz Curricular Nacional. Although, as mudanças ocorram de forma quase imperceptível, ela já começou, buscando sobretudo, o respeito aos Direitos Humanos, à integração com a sociedade e o profissionalismo, através de suas técnicas e táticas nos seus procedimentos peculiares. Uma boa dica de leitura nesse aspecto é DH, de Ricardo Balestreri, ou Meu Casaco de General, de Luiz Eduardo Soares...
Como sempre, segue abaixo, o hino contra a ditadura, de Geraldo Vandré, na interpretação de Zé Ramalho..

See you soon!!!


terça-feira, 23 de agosto de 2011

O mito do "bode expiatório"

Saudações navegadores!!!

Estava nesse finalzinho de tarde utilizando-me do ócio produtivo, quando comecei a refletir sobre o mito do "bode expiatório" e sua recorrência nowadays!!! Ora, é forçoso enfatizar que muitas das crises existenciais e moralistas, que ciclicamente ocorrem em nossa sociedade e, no nosso cotidiano, tem como pano de fundo o mito citado. Para  Gené Girard, filósofo francês, estudioso da Religião, frequentemente, a humanidade, em suas mais diversas formas de manifestações escolhem seus "bodes expiatórios", ou seja, uma vítima casual, dentre os muitos que contumazmente praticam quaisquer que sejam suas violações de normas e/ou convenções sociais e, até mesmo crimes, para demonstrarem diante da sociedade que não compactuam com tais ações.Nesse aspecto, forçoso também se faz mencionar que as normas e convenções sociais são criadas e criam a sociedade numa relação simbiótica. In the other hand, é fundamentalmente importante que pensemos que tais convenções são uma "imposição" social das forças hegemônicas dessa mesma sociedade.Therefore, para que não nos tornemos cúmplices de tais convulsões sociais, precisamos manter-nos vigilantes para não sermos conduzidos, ou manipulados em  nossas ações...quer sejam explicitamente violentas, ou nem tanto, visto que em sua maioria essas ações acometem quase imperceptivelmente...uma certa Ideologia, que nos coapta silenciosamente...
Adsumus!!!

I suggest you a great clip about this!!!! Bem como o filme Matrix, que para um melhor entendimento deve ser regado a uma boa leitura de Pierre Bourdieu!!

je vous embrasse mes amis!!!

A bientôt!!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Simpósio de Polícia Comparada PMSP e PMRN



Saudações Caríssimos internautas!!!


Gostaria de evidenciar e, ao mesmo tempo, parabenizar a PMSP e PMRN, que de forma conjunta realizaram o nesta quarta-feira, 17, o simpósio relativo à IV Jornada Nacional de Polícia Comparada, uma iniciativa do Centro de Altos Estudos de Segurança da Polícia Militar de São Paulo como parte de uma atividade pedagógica do Curso de Mestrado Profissional em Segurança e Ordem Pública da Polícia de São Paulo. 
Na ocasião foram realizadas palestras relativas ao policiamento de praças esportivas, policiamento de trânsito e ações relativas a prevenção de atos terroristas. Nessa perspectiva, destaca-se a importância do intercâmbio entre as agências policiais das UF,  visando, sobretudo a construção de metodologias, técnicas , táticas e tecnologias estudadas e verificadas no Brasil e no exterior, nas diversas áreas de atuação da segurança pública.

A Jornada teve como destino os Estados do Amazonas, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, no período do 13 a 20 de agosto de 2011. A finalidade da viagem de estudos foi conhecer o planejamento das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares, tendo como tema principal de pesquisa a Copa do Mundo de 2014 e os seus preparativos no que se refere ao policiamento em campo de futebol, trânsito, combate a ações terroristas, organização e estrutura dos centros de coordenação e comando dos eventos.

Por fim, já desejando um excelente weekend,  destacamos além das palestra já citadas, a abertura proferida pelo Cel PMRN, Ângelo, autal Corregedor da PMRN, que fez uma abordagem histórica da PMRN, conforme fotografia acima.


Je vous embrasse mes amis.. logo abaixo, como de costume um belo vídeo para reflexão acerca dos nossos valores. Afinal de contas, "O que você faria se o mundo fosse acabar?" (Paulino Moska)

video
A bien tôt..

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Edital da SENASP para projetos e convênios

Saudações Caríssimos!!!

Estamos divulgando os editais da SENASP e Ministério da Justiça para que estados e municípios cadastrem suas propostas de projetos no SICONV, conforme link a seguir http://portal.mj.gov.br/Senasp/data/Pages/MJ1C5BF609PTBRNN.htm .
Ressalto que é de suma importância que os órgão vinculados às Secretarias de Segurança, quer sejam estaduais ou municipais participem enviando suas propostas, visando firmar convênio com a União. Vale salientar que para a área de valorização profissional e saúde dos operadores os projetos podem recebem até um milhão de reais. Já para área de aprimoramento das estruturas e qualificação profissional podem chegar a  2 milhões. Ou seja, operadores, estudiosos ou consultores, em época de escassez de recursos, necessitamos planejar e propor projetos interessantes e exequíveis para melhorar a segurança pública da nossa cidade e do RN.

Contamos com a colaboração de todos. Nós da Diretoria de Ensino da PMRN já demos a nossa colaboração!!!

Um forte abraço e divulguem essa mensagem...
E para brindá-la!!!! Um belo vídeo ao som do "Sal da Terra" (Beto Guedes)!!!

video
Adsumus!!!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Ônibus 174 "continuation"" PMERJ admite erro!!!


Caríssimos, saudações!!!

PMERJ admite ações "fora do protocolo" em sequestro a ônibus no Rio

Essa é a machete da Folha de São Paulo, conforme link a seguir (http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/957421-pm-admite-acoes-fora-do-protocolo-em-sequestro-a-onibus-no-rio.shtml), onde Cmt Geral da PMERJ admite que protocolo de abordagem não foi seguido. 
Como falamos ontem, a maioria das Polícias brasileiras não tem o Procedimento Operacional Padrão (POP). Nessa perspectiva, faz-se um chamamento, não apenas à cúpula da segurança pública em nível nacional, mas também estadual e a sociedade civil organizada, que se faz premente tornar nossas Polícias mais profissionais, quer seja em aspectos legais, quer em técnicas e táticas que não vitimem mais àqueles que já o são pelas desigualdades sociais.
Como sempre, como forma de alargar a nossa reflexão deixamos um pequeno vídeo para que possam problematizá-lo com o fato e o nosso cotidiano....

Até quando...seremos saco de pancada?

video

Participem, critiquem, deixem sua opinião, ou podes ficar calados e concordar com tudo!!!!

Je vous embrasse!!!

PS.:  Deixo a dica cultural do weekend. Very expensive, mas vale a pena curtir!!!Vanessa da Matta sexta e sábado (Teatro Riachuelo)... Eu estarei lá...


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Por pouco não houve um novo 174 no Rio

video
Saudações caríssimos blogueiros!!!!

Mais uma vez minhas escusas, pela ausência de quase uma semana...
Nos últimos dias acompanhamos mais um episódio, que pareceu assemelhar-se como o ônibus 174, ocorrido há de dez anos, culminando na morte de uma jovem professora, tomada como refém e na do assaltante Sandro,  morto asfixiado dentro de uma viatura PM, onde se encontravam um oficial e dois soldados.
Não é de mais lembrar que a jovem também fora assassinada pelo soldado, que ao tentar atingir o assaltante, Sandro, erra, atingindo a jovem que vem a óbito.
Ora, muito se tem falado que a Polícia brasileira carece de um melhor preparo.  Pois bem, dessa feita, não houve mortes, mas quatro passageiros (reféns) que estavam no ônibus saíram feridos, e um deles gravemente.
As mesmas ações foram feitas, inclusive, com PMs atirando no ônibus, que pasmem todos, estava sendo guiado por um dos reféns. Ora, quando será estabelecido um Procedimento Operacional Padrão (POP) para as Polícias brasileiras, orientando e normatizando a sua forma de agir, valorizando e presenvando vida.  Muito embora, não é de mais lembrar que já há uma portaria do Ministério da Justiça (link http://ultimainstancia.uol.com.br/conteudo/noticias/49837/portaria+interministerial+4226+de+31+de+dezembro+de+2010.shtml), que norteia tal procedimento...

Vou ficando por aqui...
Analisem os fatos, vejam o vídeo acima,  leiam ou releiam a portaria e tirem suas próprias conclusões, afinal de contas, nós todos estamos andando todos os dias pelas ruas..

Je vous embrasse mes amis...

PS.: como dica cultural é possível ter uma análise mais abrangente sobre a temática vendo " A última parada 174"..

sábado, 6 de agosto de 2011

Dica cultural!!!

Bonjour mes amis!!!

Depuis de uma semana trabalhosa, vamos dar uma trégua de notícias pesadas. Que tal uma bela dica cultural!!

Conforme o link http://tribunadonorte.com.br/noticia/apoteose-no-coracao-da-ribeira/191202
é imperdível o samba da melhor qualidade, com Jorge Aragão,  na Ribeira, e de graça...

Eu estarei lá..


Je vous embrasse en un bon  weekend!!!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Corrupção um mal que assola diversas classes sociais

Bonsoir mes amis!!!

Escuse moi pela ausência!!!!!Mais uma vez pretendemos manter uma periodicidade nas postagens, que infelizmente nos tem custado as madrugadas!!!
Let's go ao que interessa!!!
A corrupção, rotineiramente, no Brasil,  enfeita as manchetes de jornais (como esta matéria desse link http://tribunadonorte.com.br/noticia/pf-prende-cinco-auditores-da-receita-federal-em-osasco/191130), quer sejam nas mídias convencionais, quer nas digitais, nas quais, grande parte dos envolvidos são funcionários que tinham por mister, cumprir ou fazer cumprir a Lei.
Nessa perspectiva, lançamos mão de uma teoria defendida por alguns estudiosos (Damatta, Sérgio Buarque), - já citados anteriormente - que defendem uma "cultura" intrínseca, à  brasileira, avessa ao cumprimento de regras e adepto de levar vantagem sobre tudo e todos (na qual se enquadrariam a malandragem e certos tipos de condutas que ferem as regras de convívio social). Já no conceito popular (senso comum), essa teoria ganha mais forças e é interpretada como seríamos o país da corrupção, na qual essa mesma sociedade absorve essa interpretação, que erroneamente foi fundando-se ao longo dos anos pelos "intelectuais" de plantão.
Por outro lado, há outros pensadores (Souza Filho, Prado Júnior), teorizando que essa percepção errônea do povo brasileiro, foi, inicialmente criada pelo europeu, quando da nossa colonização, defendendo que em virtude do nosso povoamento, em sua maioria, ter sido efetivado por portugueses degredados, prostitutas, índios e negro, essa sociedade seria desregrada.
Após as duas proposições laçamos a nossa conclusão e abrimos para o debate!!!
Ora, em pleno século XXI nossa sociedade não pode acatar  teorias eminentemente simplistas e reducionista, para não dizer racistas, sem fundamentação cientifica nenhuma, as quais foram criadas no século XV pelos Colonizadores daquela época para legitimar o seu poder de dominação perante as sociedades, naquele período, ainda em "desenvolvimento".
Numa perspectiva mais atual, há estudiosos (PREDROZO, 2009), que pensam o jeitinho brasileiro, como forma de empreendedorismo, no sentido de driblar as diversas formas de desvantagens que ocorrem na sociedade brasileira, principalmente para as classes menos favorecidas...
Bom, estar lançado o debate. Leiam a matéria, assistam esse belíssimo clip ao som de Caetano Veloso e tirem suas conclusões.
Afinal, de onde partem realmente os "Podres poderes"?
video
Participem!