quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Construir mais prisões ou mais escolas?!!!!?

Bonjour mes amis de la Net!!!!

Sempre que abrimos o jornal nas páginas cotidianas vem a nossa mente esse questionamento, pois quanto mais se constroem prisões, mas criminosos aparecem para prende, tornando-se assim um ciclo vicioso, que infelizmente nunca chega ao fim, principalmente, levando-se em consideração as políticas públicas que são adotadas no Brasil, quais sejam de cunho imediatistas, e quase sempre eleitoreiros!!!!
Estudiosos apontam que a criminalidade cresce níveis geométricos. Nessa perspectiva, a metáfora utilizada pelo pesquisador Marcos Rolim em sua  obra "A síndrome da rainha vermelha", parece vestir como um luva aos nossos do sistema penitenciária, que não ressocializa, e que, in the other hand, funciona como sistema catalizador de produção de violência e criminalidade. Senão, vejamos a matéria de hoje do DN:

CALAMIDADE »Delegacia em Natal mantém quase 50 presos em local onde há vagas para 10


Publicação: 01/09/2011 07:47 Atualização:

De Paulo de Sousa para o Diário de Natal
Na manhã de ontem, 48 homens dividiam o espaço da carceragem da delegacia de plantão da Zona Sul, em Cidade da Esperança, num local onde deveriam estar somente 10. E de acordo com o coordenador de administração penitenciária do Estado, José Olímpio, esta não é uma situação isolada, pois todas as unidades prisionais da Grande Natal que podem receber presos provisórios estão superlotadas. Para ele, a situação somente se amenizaria caso a Justiça liberasse o novo pavilhão da Penitenciária de Alcaçuz e fosse concluída a construção de um novo Centro de Detenção Provisória (CDP) na Zona Norte de Natal.

O agente de Polícia Civil Givaldo Melo denuncia que a superlotação na carceragem da DP de plantão chegou a provocar um princípio de rebelião na madrugada de ontem. "Fica difícil trabalhar com o temor de um deles fugir e nos ameaçar de alguma forma. Pelo menos um policial tem que de ficar exclusivamente olhando para a entrada das celas". Para ele, é um descaso da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc) permitir essa situação. "Somente no solário, fora da cela, já tem 12 homens detidos".

A delegacia de plantão, desde o início da semana, tem sido o local para são enviados os homens presos durante os plantões pela Polícia na região metropolitana de Natal. Segundo o diretor de Polícia da Grande Natal, o delegado Albérico Noberto, isso foi feito para que a carceragem da DP de Plantão da Zona Norte, onde também funciona uma Delegacia de Atendimento à Mulher, receba apenas detentas. Ele admite, porém, que a nossa situação está no limite. "O sistema penitenciário não nos disponibiliza vagas e somos obrigados a manter os presos desse jeito. A gente chega a implorar por vagas, mas não somos atendidos".

José Olímpio adverte que o problema é ainda mais grave. Segundo ele, várias cadeias estão mantendo presos muito além de suas capacidades. Ele cita exemplos como o do Presídio Provisório Raimundo Nonato, com capacidade para 160 detentos e que atualmente abriga 418. Na PenitenciáriaEstadual de Parnamirim, onde deveria ter somente 280, há 503. Já a Penitenciária de Alcaçuz deveria ter 420 detentos, mas mantém 630. A situação mais alarmante é do CDP de Pirangi, que comportaria apenas 10 e hoje está com 52 detidos.

Para o coordenador de administração penitenciária do Estado, a solução não pode partir somente da Sejuc. "Precisamos que todo o governo se mobilize para a construção de novas cadeias". Ele lembra que no presídio de Alcaçuz há um pavilhão com 402 novas vagas e não está sendo utilizado por causa de pendências judiciais. Além disso, um outro CDP está em fase de conclusão na Zona Norte, com mais 100 vagas. "Estamos nos esforçando para resolver isso". 

Reflitam e tirem suas próprias conclusões. Deixo um dica de filme nacional "Salve Geral" (que pode ser locado, ou visto on line na Net), em que o crime organizado afronta o estado com ações "terrorista" conta a sociedade paulista.

Após as minhas considerações, questiono. Do que precisamos? Mais prisões ou mais escolas?

Vejam o vídeo abaixo "Minha alma", do Rappa, que trata um pouco dessa questão...


Je vous embrasse mes amis...

video

2 comentários:

  1. Oh man, very cool, but you forgot the "r" in the sentence "more thief to catch" "(mais criminosos para prende'r')"

    ResponderExcluir
  2. Ok little boy!!! But not important...The most important for that you undertood the menssage!!!
    Thank a lot for your coments..
    Please, see the new video, it's very intersting too, because talk about education by transit..

    ResponderExcluir